Quantcast
ADPG
4 views this week
António de Paiva Gomes

António de Paiva Gomes

The basics
Quick Facts
Gender male
The details
Biography

António de Paiva Gomes SCA (Moimenta da Beira, Leomil, 10 de Janeiro de 1878 - Lisboa, 19 de Novembro de 1939) foi um empresário agrícola, médico, militar, jornalista, político e maçon português.

Biografia

Filho de José Gomes Ferreira Pinto (Moimenta da Beira, Leomil, 18 de Setembro de 1840 - Moimenta da Beira, Leomil, 27 de Julho de 1888), Médico de Partido nos Concelhos de Vila Nova de Foz Coa, Trancoso e Moimenta da Beira e Proprietário Agrícola, e de sua mulher Maria Isabel de Almeida de Paiva Gomes (Moimenta da Beira, Leomil, 17 de Março de 1854 - Moimenta da Beira, Leomil, 30 de Janeiro de 1933), neto paterno de António Teixeira Pinto Gomes e de sua mulher Maria José Cardoso de Araújo e irmão de José de Paiva Gomes.

Fez estudos no Porto, cidade onde frequentou a Escola Médico-Cirúrgica, pela qual alcançou o Bacharelato em 1902. Ingressou, no ano seguinte, em 1903, na Escola de Medicina Tropical, onde se diplomou.

Seguindo em simultâneo a carreira militar como Oficial do Exército, onde atingiu o posto de Coronel, a sua formação clínica específica levou-o a exercer Medicina em Lourenço Marques, Macau e Timor. Serviu, por mais duas vezes, em Moçambique, em 1908-1911 e em 1934-1939, desempenhando, neste último período, as funções de Guarda-Mor e Chefe Interino dos Serviços de Saúde Moçambicanos. Foi, ainda, Director do Hospital Miguel Bombarda, em Lourenço Marques.

Pertenceu à Maçonaria, tendo sido iniciado em data desconhecida de 1904 na Loja Cruzeiro do Sul, de Lourenço Marques, Moçambique, afecta ao Grande Oriente Lusitano Unido, com o nome simbólico de Câmara Pestana.

Membro do Partido Republicano Português (pertenceu ao Partido Democrático), teve acção importante na obra da demolição da Monarquia e actividade como agitador Republicano nas Colónias, em todos os territórios ultramarinos por onde passou: Macau, Timor e, sobretudo, Moçambique. Nesta última Colónia, fundou o jornal "O Incondicional", que se publicou em Lourenço Marques até 1910, e presidiu, a partir desse ano e na mesma cidade, ao Centro Republicano Couceiro da Costa. Proclamada a República e regressando à Metrópole, foi Deputado por Moimenta da Beira em 1911-1917. Ascendeu ao Governo em 1919, ocupando a pasta de 31.º Ministro das Finanças entre 27/28 de Janeiro e 30 de Março. Voltou ao Executivo no ano seguinte, desta vez como Ministro das Colónias, de 30 de Novembro de 1920 a 2 de Março de 1921, e, novamente, desde esta última data até 24 de Maio seguinte. Desempenharia, mais uma vez, a pasta dos Negócios Coloniais, por brevíssimos dois dias, a 15 e a 16 de Fevereiro de 1925, não tendo, sequer, chegado a tomar posse. Deputado por Lamego nos anos de 1919 a 1926, ocupou, também, o cargo de Vogal do Conselho Superior de Finanças.

Publicou as obras:

  • Quatorze annos de Timor, 1ª série (1909), e
  • Timor
  • O governo do general de brigada do quadro da reserva José Celestino da Silva durante 14 annos
  • Latrocínios, assassinatos e perseguições, 2ª série (Lisboa, 1911)

A 8 de Março de 1918, no posto de Capitão, foi agraciado com a 2.ª Classe da Ordem Militar de Avis.

Atingiu, em data desconhecida de 1930, o Grau 9.º do Rito Escocês Antigo e Aceite.

Referências

The contents of this page are sourced from Wikipedia article. The contents are available under the CC BY-SA 4.0 license.
comments so far.
Comments
arrow-left arrow-right arrow-up arrow-down instagram whatsapp myspace quora soundcloud spotify tumblr vk website youtube stumbleupon comments comments pandora gplay iheart tunein pandora gplay iheart tunein itunes